DestaqueGestão

Geração Z – Como atender os clientes que nasceram no século 21?

Nenhum comentário

Em um mundo de mudanças aceleradas, a atualização não só é imprescindível, como também deve ser constante.

A Tecnologia da Informação (TI) é a principal aliada para a Transformação Digital das empresas e um instrumento imprescindível para o processo de tomada de decisões. Especialmente em um contexto de crescente demandas e evolução das metas, as organizações precisam buscar continuamente soluções para melhoria de desempenho.

No entanto, muitos players ainda atuam de forma conservadora e se limitam a executar o básico em termos de inovação, estando sempre atrás nas novidades que o mercado apresenta e nas potencialidades que podem ser exploradas para alavancar resultados.
Os clientes, especialmente os da Geração Y (os millenials – nascidos entre 1980 e 1995) e os da Geração Z (a iGeneration ¬– nascidos entre 1995 e 2010), buscam mais agilidade, comodidade, segurança, autonomia e menos burocracia, e tudo isso a preços mais baixos.


E o que esperar da Geração Alpha? Sua instituição está preparada para os nascidos a partir de 2010?

É fundamental conhecer as tendências, estar de olho nos movimentos do setor, acompanhar as demandas, otimizar custos e contar com os melhores recursos, ferramentas e soluções para ser de fato competitivo.

Em levantamento feito pela DHR Internacional e o seu braço no Brasil, a Jobplex Brasil, cerca de 40 CEOs de empresas de seguro na América Latina apontaram que a Geração Y (de 18 a 35 anos) é o maior público do mercado de seguros.

Mas não é apenas nesse segmento que os jovens impactam no mercado. Atualmente, segundo dados do IBGE, os millenials ocupam a maior parte da população brasileira (cerca de 70 milhões). E as projeções sinalizam que até 2030 vão representar 70% da força de trabalho, o que significa que, em breve, qualquer negócio terá clientes, colaboradores ou fornecedores da Geração Y.

Ou seja, quem não investir em tecnologia para atrair e atender esse público e as próximas gerações de consumidores poderá ficar invisível no mercado e perder espaço para os novos modelos de negócios.

Dados da Euromonitor International destacam o crescente poder de compra e a influência na tomada de decisão dos millenials, que continuarão a ser um importante catalizador para a transformação digital no mundo. As gerações mais jovens, que lidam com a tecnologia desde muito cedo, buscam produtos e serviços digitais, com mais agilidade e benefícios.

Muitas empresas foram se engessando em processos extremamente burocráticos, sem dar atenção para o tempo que os clientes gastavam esperando para resolver problemas ou sem apresentar soluções eficientes. Se o fato já incomodava os clientes mais antigos, que por muito tempo se viram reféns em razão de encontrarem pouca diferenciação nesse sentido entre os concorrentes, para as novas gerações isso é inaceitável.

Em alguns casos, as organizações investiram em aplicativos e serviços digitais, mas não se prepararam para o grande volume de dados gerados, muito superior à capacidade das equipes para manipulá-los. Isso resulta, muitas vezes, em ocupar um profissional qualificado para realizar tarefas repetitivas, que podem ser executadas com mais eficiência pelas máquinas. A Inteligência Artificial (IA) é fundamental para suportar a carga extra de demanda, possibilitando uma melhor gestão de recursos humanos, que podem ter o foco direcionado às ações estratégicas. Além disso, os assistentes virtuais trouxeram dinamismo ao atendimento e prestação de serviço, por meio de canais muito mais eficientes.

Por outro lado, a aquisição e o desenvolvimento de vários sistemas distintos não geraram os resultados necessários, dificultando análises e causando retrabalho. As soluções integradas auxiliam também os gestores, que precisam ser cada vez mais rápidos na tomada de decisões, com foco não só no público atual, mas principalmente nas futuras gerações, de modo a garantir a sustentabilidade do negócio.

A transformação digital já começou, porém o grande desafio é ultrapassar a barreira da modernização de ferramentas, produtos e serviços e dispor de fato de uma gestão eficiente, para além das entregas, com a mensuração de resultados, correção de rotas e otimização de recursos, sejam financeiros, humanos, de tempo e de energia.

Sua empresa não pode ficar como espectadora dessa mudança!

Quer saber mais sobre as futuras gerações? Baixe nosso e-book gratuito.

 

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Você já escalou o seu Everest?
Transformação Digital na Prática

Artigos Relacionados

Menu